Proposta de valor: o que é e como fazer a sua?

 Proposta de valor: o que é e como fazer a sua?

Qual a sua proposta de valor?

Esse conceito é muito importante para deixar claro para o seu cliente quais os valores da sua empresa e como ela pode ajudá-lo a resolver suas dores.

Embora muitas vezes a proposta de valor apareça resumida em um slogan ou em algumas frases no seu site, há todo um trabalho de construção por trás, que exige uma pesquisa mais aprofundada sobre o seu público, a sua missão como empresa e a personalidade da sua marca.

Ao longo do post de hoje, vamos mostrar o que é a proposta de valor e como fazer a sua. Vem ler!

TRÊS PRINCIPAIS APRENDIZADOS DE HOJE:

1.

Uma proposta de valor compõe um dos pilares do seu modelo de negócio. Ela é o resultado de um estudo sobre: a missão da sua empresa, os benefícios funcionais e emocionais dos seus produtos ou serviços, a personalidade da sua marca, o seu público-alvo e os diferenciais do seu negócio. Normalmente, a proposta de valor tangibiliza-se em um título objetivo, um subtítulo com frases curtas, uma imagem ou chamada para ação e alguns tópicos.

2.

Um dos objetivos, aqui, é criar uma conexão com o seu cliente e mostrar para ele mostrar como você pode ajudá-lo a resolver as suas dores e por que ele deve escolher a sua marca. Por isso, para criar a proposta de valor da sua marca, é importante entender o seu cliente e saber qual o seu diferencial. Para tangibilizar a sua proposta, é essencial que ela converse com o seu consumidor, utilizando um tom de voz com o qual ele se identifique.

3.

Além disso, para escrever a mensagem que resume a essência do seu negócio, você precisa saber qual informação é mais relevante incluir do ponto de vista do cliente. Saber o seu diferencial é o que vai influenciar a decisão do consumidor para comprar da sua empresa e não do seu concorrente.

O que é uma proposta de valor? 

A proposta de valor do seu negócio deve trazer aquilo que ele tem de único e te diferencia da concorrência. Na prática, para tangibilizar a proposta, cria-se um título chamativo ou um slogan e uma frase curta, um parágrafo ou um conjunto de tópicos que resumam os seus diferenciais, mostrando como a sua empresa pode resolver a dor dos clientes. Ela pode ser acompanhada de uma imagem que complemente a ideia também.

Mas a proposta de valor vai muito além disso. Ela mobiliza:

  • as necessidades do cliente que a empresa resolve
  • a explicação sobre como ela resolve essas dores
  • os benefícios funcionais que o seu negócio oferece ao cliente
  • os benefícios emocionais que o consumidor tem ao usar seu produto ou serviço
  • os principais atributos diferenciadores da sua empresa em relação aos concorrentes

É importante que a proposta traga o valor central que o seu produto ou serviço entrega para o cliente e que seja uma mensagem clara, facilmente entendível. Ela precisa ter um impacto na percepção do consumidor para que ele decida fechar negócio com a sua marca. Por isso, a proposta de valor também precisa passar credibilidade.

A sua proposta de valor precisa estar clara não apenas para o seu cliente, mas para a empresa como um todo e ser internalizada pelos colaboradores. Afinal, ela dá um norte para as ações e estratégias definidas dentro do negócio e que vão contribuir para a construção da sua marca.

Se você tem um e-commerce, o texto (ou imagem) que resume a sua proposta de valor deve aparecer na página inicial e ser a primeira coisa que o usuário vai ler. Ele tem a função de estimular a curiosidade dele para que ele se mantenha na página e navegue pelos seus produtos.

A proposta de valor é um conceito conhecido por quem utiliza o Business Model Canvas, usado para construir modelos de negócio e planejar as estratégias da empresa, sendo um dos seus pilares. Ela envolve os valores da empresa e a impressão que você quer causar no cliente.

Mas como construir uma proposta de valor para o seu negócio? É o que vamos ver a seguir!

Como criar uma proposta de valor? 

Para criar a sua proposta de valor e tangibilizá-la, é essencial saber quem é o seu cliente e entender os diferenciais competitivos do seu negócio.

O primeiro ponto é importante, porque a proposta deve dialogar com o seu consumidor. Isso envolve saber qual o melhor tom de voz para usar com o cliente e com que tipo de linguagem ele se identifica. Se o seu público é composto por jovens, por exemplo, talvez valha trazer gírias que fazem parte do dia a dia deles para dentro da sua proposta de valor.

Já em relação ao segundo ponto, saber o que difere você do concorrente é o centro da sua proposta de valor. Isso porque ela precisa chamar a atenção do seu cliente. Se a proposta trouxer o mesmo valor que os seus competidores, por que o consumidor deveria optar pela sua empresa e não por outra?

Além disso, durante o processo de construção da sua proposta, é interessante ouvir os clientes e agregar as informações que eles te oferecerem. A partir disso, você entende como a sua marca é vista no mercado.

Então, você tem mais elementos para criar uma proposta de valor, que deve ir ao encontro das necessidades dos seus consumidores.

Antes de tangibilizar sua proposta de valor, faça um mapeamento que traga os seguintes aspectos:

  • público-alvo
  • missão do negócio
  • benefícios dos produtos e serviços oferecidos
  • traços da personalidade da sua marca
  • diferenciais competitivos

A essência desses pontos precisa aparecer na proposta de valor. Um dos modelos mais comuns para torná-la concreta é o que traz um título com uma frase de impacto, um subtítulo que desenvolva a ideia principal e uma lista com tópicos mais importantes e imagens ou um botão com chamada para ação.

De tempos em tempos, você pode testar novas opções de modelos que tragam a sua proposta, para analisar a resposta do seu público em relação a ela.

Então, ao desenvolver o texto que resuma a sua proposta, tente destacar um benefício por vez e observe qual deles é o mais relevante para os seus clientes e observe a conversão de cada uma.

Lembre-se de que, para criar sua proposta de valor, você precisa ver o seu negócio com os olhos do seu consumidor. Para te ajudar nesse processo, escrevemos um artigo sobre o assunto. Veja aqui: 5 passos para implementar mudanças no seu negócio com a ajuda dos seus clientes!

Obrigada pelo papo e conte com a gente!

Veja também

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *