Utilizamos cookies para possibilitar e aprimorar sua experiência em nosso site, de acordo com nossas políticas de privacidade e cookies.

Proposta de parceria: o que é e como fazer?

 Proposta de parceria: o que é e como fazer?

Tempo de leitura: 6 minutos

Você pensa em enviar uma proposta de parceria para outras empresas, mas não sabe por onde começar? 

Esse tipo de relacionamento de negócio pode trazer uma série de benefícios para todas as partes, desde o aumento da autoridade no mercado, até a expansão da base de clientes. 

Mas, para ampliar as chances de fechar uma parceria, é preciso fazer uma proposta realmente relevante e persuasiva. 

E como fazer isso? É o que vamos ver no post de hoje. Primeiro, você vai entender o que é uma proposta de parceria e qual a importância de fazê-la para fechar um negócio. Depois, vai ver 3 dicas práticas para montar o seu próprio modelo de parceria e enviar para outras empresas. Vem ler!

O que é uma proposta de parceria?

Uma proposta de parceria é um documento em que a descrição do projeto, os benefícios e as condições desse relacionamento comercial são inseridos, para apresentar cada ponto ao parceiro em potencial. 

Embora não se trate de um contrato, a proposta é fundamental para fazer a outra parte entender como a parceria irá funcionar.

Esse documento pode ser apresentado em diferentes formatos, tanto presencialmente, em papel impresso, como digitalmente, por meio de um PDF ou um arquivo em Power Point, como apresentação. 

O objetivo da proposta é, portanto, apresentar a sua empresa para o parceiro em potencial e convidar outras empresas para crescerem junto da sua, ou estabelecer e fortalecer o relacionamento com fornecedores

A importância de montar uma proposta de parceria

A proposta de parceria traz diversos benefícios para o seu negócio. Como o objetivo de propor uma parceria é fazer com que a outra parte aceite o acordo, a proposta é um elemento fundamental para que isso aconteça. 

Assim, esse documento facilita o fechamento dos contratos e das vendas. 

A ideia é que a parceria beneficie ambas as partes e a proposta trazer clareza sobre as responsabilidades de cada um e também sobre as vantagens dessa relação. 

Outro benefício que a proposta traz para o seu negócio é a ampliação da base de clientes. Afinal, uma proposta de sucesso pode fechar mais parcerias. E dependendo do tipo de parceria, é possível atrair mais clientes, porque o seu negócio ganha visibilidade. 

Por exemplo, se você faz parceria com uma marca para uma ação de vendas nas redes sociais, a empresa divulga o nome do seu negócio para os seguidores que ela tem (e vice-versa), fazendo com que mais pessoas conheçam a sua marca.

Além disso, realizar parcerias bem sucedidas pode reduzir custos e aumentar sua receita, por conta do crescimento nas vendas. 

Dependendo do acordo entre as partes, as despesas de uma ação em parceria podem ser divididas, por exemplo. Principalmente no caso dos pequenos negócios, isso pode ser bastante vantajoso, já que muitas vezes esse tipo de empresa opera com um orçamento reduzido. 

Com isso, dividindo os custos e ampliando o público que será alcançado, a parceria pode ser uma grande oportunidade para crescer a sua empresa e manter o relacionamento com o negócio parceiro por mais tempo. 

3 dicas para fazer uma proposta de parceria nota 10

Já entendeu a importância de fazer uma proposta de para aumentar suas chances de fechar uma parceria, mas não sabe por onde começar? Confira as dicas que preparamos para você criar uma proposta com maior probabilidade de fechamento! 

  1. Tenha clareza e objetividade

A proposta tem que ser o mais clara e objetiva possível, para que o parceiro potencial entenda exatamente o que se espera desse relacionamento. 

Inclua as responsabilidades de cada um, quais as expectativas da parceria e os benefícios que ela irá trazer. 

Com tudo muito bem definido, as chances de fechar um acordo são maiores. Por isso, planejar a proposta é importante. Você precisa antecipar algumas dúvidas que a outra parte poderia ter e já registrar as respostas no documento que será apresentado. Isso torna a proposta mais persuasiva, além de economizar o tempo de negociação. 

  1. Agregue valor

Para o parceiro em potencial querer fechar negócio com a sua empresa, é preciso que ele enxergue valor nesse relacionamento. 

Por isso, a sua proposta deve ser personalizada de acordo com a empresa com a qual você quer manter uma parceria. 

Mas, para poder personalizá-la, é preciso saber muito bem quem é o seu parceiro em potencial. 

Quais problemas ele enfrenta, quais as características do negócio, o público-alvo, as metas para o futuro e as estratégias adotadas atualmente? 

A ideia é que você mostre como a sua empresa pode agregar para o negócio do parceiro, quais dores pode resolver e como pode contribuir.

Por isso, você deve apresentar a sua empresa, mostrar qual o seu diferencial e por que o parceiro deveria confiar na sua empresa. 

Lembre-se de que a parceria deve ser uma relação de ganha-ganha para todas as partes envolvidas, inclusive, para a sua empresa. 

  1. Defina a estrutura

Na hora de montar a proposta, é preciso definir o formato e a estrutura do documento. Em relação ao primeiro aspecto, ele pode ser variado, desde um e-mail, até um PDF, um Google Docs ou uma apresentação no Powerpoint ou no Canva

Você também pode fazer uma proposta para ser apresentada digitalmente ou presencialmente. 

Para a estrutura, não há uma regra, você precisa organizar a proposta de acordo com os objetivos e o contexto. De qualquer forma, alguns elementos que podem aparecer na sua proposta são:

  • Resumo em destaque, dizendo qual é a proposta. Esta parte deve ter apenas umas poucas linhas e ser muito fácil de entender, mostrando os benefícios da parceria.
  • Apresentação da sua empresa, contando os diferenciais do negócios, os motivos para o parceiro confiar nela e o que você pode oferecer para o negócio.
  • Detalhes da proposta. Nesta parte, você tem um pouco mais de espaço para contar o que tem para oferecer e qual seria a função de cada parte no acordo.  
  • Proposta financeira. Aqui, você deve falar em valores. Ofereça duas ou três opções para o parceiro, de acordo com o cenário apresentado. Assim, a outra parte tem mais flexibilidade para escolher o que se adequa melhor à realidade do momento.
  • Prazos. Inclua os prazos mais importantes para a validação da parceria e pergunte ao parceiro em potencial se as datas fazem sentido para a empresa. 

Não esqueça de, depois de enviar a proposta, fazer o acompanhamento com o outro lado. Se precisar fazer algum ajuste, se mostre disponível para isso. Mas sempre lembrando que a parceria deve trazer benefícios para os dois lados.  

O que você achou do post de hoje? Para ficar por dentro de todas as novidades do Papo de Balcão, participe do nosso grupo no Telegram. É só clicar neste link, utilizando o seu celular: Grupo PDB.

Obrigada pelo papo e conte com a gente!

Veja também

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Seja Stone e receba sua maquininha amanhã

Quer receber conteúdo de empreendedorismo sem conversa fiada no seu e-mail?

Inscrevendo-se em nossa newsletter você autoriza que o Papo de Balcão utilize os Dados Pessoais fornecidos acima para envio de conteúdo informativo e publicitário relacionado à educação financeira e negócios, nos termos de nosso Aviso de Privacidade.