7 dicas para vender mais no e-commerce

 7 dicas para vender mais no e-commerce

Como estão as vendas no seu e-commerce?

Não é novidade que, com a pandemia do coronavírus, o hábito do consumidor brasileiro mudou. Afinal, com o isolamento social, a saída muitas vezes foi recorrer às compras online para suprir as necessidades do dia a dia. Muitas empresas, então, passaram a investir mais no ambiente virtual para suprir a nova demanda.

Pensando nisso, trouxemos algumas dicas para otimizar a sua loja online e vender mais, já que a tendência é que as compras virtuais continuem a todo vapor. Vem ler!

TRÊS PRINCIPAIS APRENDIZADOS DE HOJE:

1.

A primeira dica para aumentar as vendas online é otimizar o seu site. Isso significa oferecer uma boa usabilidade para os usuários, assim como a possibilidade de eles navegarem usando um smartphone. Também é importante construir um catálogo atrativo, com fotos de boa qualidade, e que traga as informações mais relevantes sobre os seus produtos ou serviços. Atender seus clientes em múltiplos canais é a nossa segunda dica. Cada consumidor tem um canal de preferência, por isso, dar várias possibilidades é o ideal. O importante é deixar esses canais acessíveis para o usuário do site e integrá-los para oferecer uma experiência mais fluida para o cliente.

2.

Para divulgar suas promoções e seus produtos ou serviços é preciso investir em um bom planejamento de marketing, a terceira dica deste artigo. Aposte nas redes sociais, porque elas fazem parte do dia a dia dos consumidores e são poderosas ferramentas de divulgação para as marcas. Além disso, adote estratégias de SEO para ranquear no Google e deixar o seu site em evidência. Oferecer um atendimento de excelência também é fundamental para aumentar o seu potencial de conversão no e-commerce. Para isso, responda os seus clientes com rapidez, resolvendo as demandas que aparecerem. Ouça os consumidores para entender qual a melhor solução para o problema que eles têm e nunca abandone seus clientes depois da venda.

3.

A quinta dica do post é garantir uma experiência otimizada para o seu consumidor. Isso significa acompanhar toda a jornada de compra que ele tem e identificar oportunidades de otimizar o processo, como evitar abandono de carrinho e o não pagamento dos boletos gerados. Nesse sentido, é importante facilitar a compra para o seu cliente, a sexta dica de hoje. Então, ofereça diferentes modalidades, como usar dois cartões, pagar no crédito ou débito, emitir boleto ou pagar por um link. Por fim, a última dica é contar com ferramentas tecnológicas disponíveis para integrar as informações do seu negócio, acessar dados com mais facilidade e medir os resultados do seu e-commerce.

1. Site otimizado 

No online, a porta de entrada para o seu negócio é o site. Ele precisa ter boa usabilidade e estar preparado para o cliente conseguir navegar com facilidade.

Caso você esteja fazendo alguma promoção, deixe isso muito claro para os usuários, usando pop-ups chamativos e que passem a mensagem. Não é recomendado saturar a sua página com muitos deles, mas um ou outro para indicar ações diferenciadas tem impactos positivos na conversão.

É importante adequar o seu site ao mobile, ou seja, oferecer a possibilidade aos seus clientes de navegarem pela sua loja online usando o smartphone. Hoje, as compras no e-commerce podem ser feitas por esse meio. Assim, não disponibilizar essa opção faz você perder vendas em potencial.

O catálogo é outro ponto de atenção no seu e-commerce. Isso porque ele funciona como uma vitrine online dos seus produtos e exige cuidados. Invista um tempo maior organizando o seu catálogo para garantir que nada fique de fora.

Aposte em descrições bem completas de cada um dos itens vendidos e fotos de qualidade. Não deixe de incluir os preços atualizados dos produtos ou serviços. Por fim, segmente os itens em categorias que ficam expostas na primeira página do seu site. Assim, o usuário tem mais facilidade para encontrar o que procura.

2. Múltiplos canais 

Usar múltiplos canais para se comunicar com os seus clientes já é uma exigência do mercado para atender as expectativas que eles têm. Isso porque as preferências de cada consumidor vão ser diferentes.

Alguns gostam de um contato mais próximo e querem falar ao telefone com um atendente, outros são mais independentes e práticos, preferindo resolver suas dúvidas apenas com as respostas para as perguntas mais frequentes.

Por isso, ofereça diferentes opções para o usuário e garanta uma experiência fluida em cada um dos canais. Afinal, não adianta nada o cliente iniciar uma conversa com a sua empresa no seu canal de preferência, como o WhatsApp e depois, tentar continuar falando com um agente por telefone e o atendimento ter que começar do zero.

Além disso, no seu site, o cliente precisa achar facilmente os canais de contato com a sua empresa, para tirar dúvidas sobre produtos e serviços, fazer uma reclamação ou dar uma sugestão. Por isso, deixe muito claro no seu site por onde o usuário pode se comunicar.

O ideal é que ele clique no ícone do canal e já consiga falar diretamente com a sua empresa, seja por e-mail, WhatsApp, telefone ou chat.

3. Planejamento de marketing 

As ações de marketing vão ser fundamentais para os índices de conversão no seu site. Aqui, você precisa deixar claro para o cliente quais são as promoções do momento e as vantagens que ele vai receber ao comprar de você.

Por isso, utilize as redes sociais e estratégias de e-mail marketing para fazer essa divulgação. As redes também funcionam como uma vitrine do que você vende e estão presentes no dia a dia dos consumidores. Aproveite esse espaço para construir o nome da sua marca e mandar os clientes para o seu site.

As técnicas de SEO (Search Engine Optimization ou Otimização para Mecanismos de Busca, em português) para ranquear no Google também são bem-vindas nesse cenário. Faça uma pesquisa de palavras-chave nos seguintes sites para descobrir tendências e possibilidades de atuação: Google Trends, Answer The Public, Ubersuggest, Google Ads.

4. Atendimento de excelência 

Já vimos a importância de oferecer diferentes canais de contato para o seu cliente e deixá-los acessíveis dentro do seu site. Agora, vamos falar sobre a importância de oferecer um atendimento de excelência para o seu cliente.

Um bom serviço resolve os problemas dos clientes de maneira rápida e, muitas vezes, supera as expectativas que eles tinham ao entrar em contato com a sua empresa. Mas, para atingir esse nível de excelência no atendimento, é preciso qualificar a sua equipe e orientá-la a cuidar, verdadeiramente, dos consumidores.

Algumas práticas nesse sentido envolvem:

  • Nunca deixar o cliente sem resposta
  • Ouvir o cliente com paciência e simpatia
  • Entender o cenário do consumidor e buscar a melhor solução para o problema dele
  • Não abandonar o cliente no pós-venda
  • Buscar conexão com o consumidor

Estratégias de personalização e fidelização também entram em ações de atendimento, como oferecer um cupom de desconto na primeira venda ou condições especiais de pagamento para clientes antigos.

5. Experiência otimizada 

A experiência otimizada e o atendimento de excelência andam de mãos dadas. Aqui, é fundamental acompanhar e entender a jornada do consumidor e facilitar a compra, tornando o processo mais fluido e sem atritos.

Nesse caso, vale enviar e-mails oferecendo promoções de acordo com a trajetória do cliente no seu site, como nos casos de abandono de carrinho, ou mandar uma mensagem oferecendo ajuda para quem ainda não pagou o boleto, por exemplo.

Todos os pontos da jornada precisam ser contemplados, desde o momento anterior à venda até o posterior à venda.

Aqui, também é necessário medir o grau de satisfação do consumidor para entender se as estratégias adotadas funcionam. Uma forma de fazer isso é usando a métrica NPS, que pergunta para o seu cliente a probabilidade de ele indicar o seu negócio aos conhecidos.

Confira mais informações sobre isso neste artigo: 3 vantagens que o NPS traz para o pequeno negócio.

6. Facilidade de compra 

A facilidade de compra é um dos fatores mais determinantes para a conversão no seu site. Nesse caso, estão incluídos os meios de pagamento oferecidos, assim como o frete e o prazo de entrega.

Se o cliente escolhe alguns produtos, mas a encomenda vai demorar muito tempo para chegar na casa dele ou tem um frete muito alto, isso pode fazê-lo desistir da compra e buscar por condições melhores.

É claro que você não deve prometer um prazo que não consegue cumprir, porque isso pode ter um impacto negativo ainda maior na experiência do cliente. Da mesma forma, não vale oferecer um frete que te deixe no prejuízo.

As informações têm que ser apresentadas desde o primeiro momento em que o cliente entra em contato com os seus produtos e serviços. Deixe claro para ele quanto é o frete e qual é o prazo. Se o consumidor só descobrir essas informações quando fechar o carrinho, pode ficar bastante irritado, por perder tempo escolhendo itens que talvez não vá levar.

Além disso, é interessante que o checkout também seja facilitado. Opções como “comprar com um clique” aumentam a conversão, porque diminuem os pontos de atrito até o cliente finalizar a compra.

Disponibilizar diferentes formas de pagamento também é uma prática recomendada para vender mais no seu e-commerce. Isso envolve tanto boleto, como links de pagamento, pagar em dois cartões, além das opções mais comuns de débito e crédito.

O ideal é que o seu site salve as informações do cliente (com a permissão dele, claro!) para compras futuras. Assim, o processo vai ser ainda mais rápido.

Essa é, inclusive, uma forma de fidelizar os consumidores, porque eles sabem que não precisam digitar todas as informações pessoais novamente para realizar uma compra, como teriam que fazer em um site no qual nunca compraram.

7. Ferramenta de tecnologia 

Para otimizar o seu e-commerce, é necessário prestar atenção em diversos pontos, como vimos ao longo deste artigo.

Mas isso não quer dizer que o processo precise ser complicado. Para facilitar suas operações, você pode contar com diversos sistemas tecnológicos disponíveis, como um CRM ou um software de vendas.

O importante é que os sistemas escolhidos possam ser integrados e centralizar todas as informações para o seu negócio em um único lugar. Assim, você tem acesso facilitado aos dados dos seus clientes e ao comportamento de compra deles dentro da sua plataforma de vendas.

Com isso, você aumenta a eficácia do seu e-commerce e aumenta a conversão dentro do site.

Se você ainda não tem um site próprio ou pensa que um modelo de marketplace pode funcionar melhor para o seu negócio, temos um post que fala, exatamente, sobre este assunto. Confira aqui: 3 vantagens de cadastrar a sua loja em um marketplace.

Obrigada pelo papo e conte com a gente!

Veja também

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *