Utilizamos cookies para possibilitar e aprimorar sua experiência em nosso site, de acordo com nossas políticas de privacidade e cookies.

6 tendências para o pequeno negócio em 2021

 6 tendências para o pequeno negócio em 2021

Com o ano chegando ao fim, já podemos pensar em algumas tendências de negócios para 2021. Os últimos meses foram atípicos não apenas para as empresas, como para os clientes, que acabaram mudando bastante o seu comportamento de consumo durante a pandemia. Isso impactou diretamente na forma como as marcas se posicionaram no mercado e nas estratégias de vendas das empresas. 

Para ajudar você no próximo ano, separamos algumas tendências de negócios para 2021. Com base nelas, a sua empresa pode pensar em quais as melhores oportunidades para crescer no futuro. Quer conferir? Então, vem ler!

Três principais aprendizados de hoje 

  1. Com a pandemia, as pessoas passaram a adotar novos hábitos. Nesse cenário, cresceu a procura por álcool em gel, máscara, luvas e produtos de limpeza. Para 2021, essa tendência deve se manter. Então, se for interessante para o seu negócio, uma dica é começar a vender esses itens. Além disso, a sua empresa deve seguir todos os protocolos de higiene para passar credibilidade aos clientes. Com o isolamento social, o home-office foi amplamente adotado pelas empresas, que perceberam que essa estratégia reduziu os custos com escritório. Em 2021, o trabalho remoto também será tendência. O aluguel de diárias em coworkings, ambientes de trabalho compartilhados, também deve se popularizar entre os negócios, assim como a adoção de ferramentas de produtividade e comunicação online. 
  2. Com a quarentena, muitos negócios migraram para o digital. As vendas online cresceram muito por conta do isolamento e as empresas passaram a criar seus próprios e-commerces, bem como ficaram mais ativas nas redes sociais. Essa é uma tendência que se mantém para o próximo ano. Mas é preciso garantir a qualidade do serviço de compras virtuais, incluindo as entregas. Ainda pensando nessa presença digital, a produção de conteúdo online e gratuito também deve crescer em 2021. A busca por cursos online cresceu durante o isolamento, o que mostra um interesse do público em aprender e se capacitar pessoal e profissionalmente. Por isso, aproveite esse embalo e comece a criar seus próprios conteúdos no próximo ano. 
  3. O atendimento personalizado será uma ótima maneira de se diferenciar da concorrência em 2021. Os clientes estão cada vez mais exigentes e, com o crescimento das vendas online, o atendimento precisa ganhar em qualidade do serviço. Aqui, uma dica é criar ofertas personalizadas para os consumidores com base em compras anteriores, bem como enviar e-mails comemorativos na data de aniversário do cliente. A consciência ambiental e a preocupação com a saúde também serão tendências para o próximo ano. Com a pandemia, as pessoas passaram a procurar alternativas mais saudáveis e naturais. Por isso, as empresas devem aproveitar o momento para investir em estratégias de sustentabilidade. 
  1. Higiene 

Durante a pandemia do coronavírus, as pessoas tiveram que adotar alguns hábitos de higiene e proteção, como a lavagem mais rigorosa das mãos, o uso de álcool em gel, de luvas e de máscara. 

Para o próximo ano, é provável que as pessoas mantenham esses hábitos vivos. Por isso, a venda desses itens pode trazer bons resultados para os pequenos negócios. Produtos de limpeza para a casa e de lavagem de roupas também são uma boa pedida para vender. 

Além disso, as empresas que adotam protocolos rígidos de higiene acabam conquistando maior credibilidade junto aos clientes. Principalmente se você trabalha com cozinha, é importante manter os hábitos de proteção contra o coronavírus e mostrar para os consumidores que eles podem confiar na sua marca, porque estão protegidos na sua loja.  

  1. Home office 

As medidas de isolamento social obrigaram muitas empresas a adotarem o home-office. Com o tempo, elas perceberam que o trabalho remoto era um ótimo modelo e passaram a adotá-lo definitivamente. É o caso do seu negócio?

O home-office oferece algumas vantagens para os pequenos, como a redução de custos com contas de luz, de água e aluguel de escritório. Além disso, muitos colaboradores ganharam em qualidade de vida por conta do trabalho remoto, já que não gastaram horas no trânsito ou no transporte público. 

Ao mesmo tempo, o trabalho remoto pode não servir para todos os modelos de negócio. Se esse for o seu caso, não force o home-office aos seus colaboradores só porque muitas empresas estão utilizando essa metodologia.

O uso de coworkings, ambientes de trabalho compartilhados, também são uma boa pedida para as empresas no próximo ano. Esse modelo reduz os custos com escritório, ao mesmo tempo que permite um contato presencial com os seus funcionários. Há alguns que podem ser alugados por diária. Assim, é possível mesclar o home-office com algumas reuniões presenciais, por exemplo. 

Ainda pensando no trabalho remoto, durante a pandemia, vimos uma ampliação do uso de ferramentas online para a comunicação e a produtividade do time. Essa deve ser uma tendência para 2021. Então, se você ainda não experimentou nenhum novo sistema para os seus processos, conheça algumas opções neste artigo: 5 dicas para garantir a produtividade da equipe em home-office.

  1. Presença digital 

Se, com a quarentena, a adoção do home-office cresceu muito, o mesmo aconteceu com a migração para o online, acelerando, ainda mais, a transformação digital. Muitas empresas que só atuavam em lojas físicas, passaram a marcar presença digital nas redes sociais ou em e-commerces. É o caso do seu negócio?

Para os próximos anos, a tendência é que as vendas virtuais cresçam muito. Migrar para o digital, no entanto, não significa apenas postar nas redes sociais ou criar um site. É preciso garantir a qualidade dos serviços, principalmente pensando que o e-commerce envolve a realização de muitas entregas

Além disso, é preciso adaptar os processos online à tecnologia mobile, ou seja, o seu site deve atender os clientes independentemente do dispositivo escolhido para fazer compras, incluindo o celular.  

Confira este artigo completo para ter excelentes resultados com o seu e-commerce em 2021: 7 dicas para vender mais no e-commerce.

  1. Produção de conteúdo 

Ainda pensando no item anterior, uma boa pedida para 2021 é fortalecer sua estratégia de Marketing Digital. Isso envolve produzir e distribuir conteúdo de qualidade para as pessoas. Este ano, a procura por cursos online e materiais de capacitação foi grande. Assim, entregar um conteúdo relevante e gratuito para os seus consumidores é uma ótima forma de atrair a atenção deles e fortalecer o laço entre vocês. 

Pense nos assuntos em que você é especialista e comece a produzir materiais sobre isso. Aqui, vale criar ebooks, infográficos e até mesmo cursos ou palestras. A partir disso, você também se lança como uma autoridade no assunto e conquista a confiança dos clientes e do mercado.  

  1. Atendimento personalizado 

A transformação digital acelerada pelo isolamento social impactou diretamente o setor de atendimento ao cliente. Com o aumento das vendas online, os clientes estão mudando o seu comportamento de consumo e suas expectativas em relação às empresas. 

Nesse cenário, para se destacarem da concorrência, os pequenos negócios devem fortalecer o atendimento personalizado. Quando falamos em serviços presenciais, o cliente recebe um atendimento dedicado e próximo. 

Mas, nas lojas online, as empresas têm que tomar as medidas necessárias para não perder a qualidade desse contato. E aqui entra a personalização, que aproxima o consumidor da sua marca, mesmo digitalmente. 

E-mails nas datas de aniversário dos clientes e ofertas que tenham a ver com o comportamento de compra deles no seu site são algumas opções para tornar o seu atendimento mais personalizado.

  1. Consciência ambiental e preocupação com a saúde

A pandemia mostrou como não podemos negligenciar o meio ambiente e isso vale tanto para as empresas, como para os clientes. Então, em 2021, os consumidores devem buscar por alternativas mais sustentáveis, como produtos naturais e brechós de roupas usadas. Empresas que se mostrarem preocupadas com sustentabilidade devem colher bons frutos junto aos clientes. 

Ao lado da consciência ambiental, cresceu também a preocupação das pessoas com a saúde. Por isso, os negócios do setor alimentício devem pensar em investir em opções mais saudáveis e naturais de alimentação. Doces fitness, por exemplo, são ótimas alternativas para incluir no seu cardápio no próximo ano. 

O que você achou destas tendências de negócios para 2021? Já está se preparando para o próximo ano? Se você gostou deste artigo, pode se interessar por este também: Loja virtual para pequenos negócios: como começar?

Obrigada pelo papo e conte com a gente!

Veja também

2 Comentários

  • Ótimo artigo. Gostaria de complementar que no meu ponto de vista aumentará a procura por tratamento na saúde mental, e espiritual como terapias alternativas, desenvolvimento pessoal e também sobre empreendimentos.

    • Oi, Maira. Ficamos muito felizes que você tenha gostado do artigo. Inclusive, estamos preparando muito conteúdo bacana pra você por aqui.
      Ótimo ponto e muito obrigado pelo complemento! 🙂💚

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quer receber conteúdo de empreendedorismo sem conversa fiada no seu e-mail?

Inscrevendo-se em nossa newsletter você autoriza que o Papo de Balcão utilize os Dados Pessoais fornecidos acima para envio de conteúdo informativo e publicitário relacionado à educação financeira e negócios, nos termos de nosso Aviso de Privacidade.