6 razões para apoiar uma mulher empreendedora

 6 razões para apoiar uma mulher empreendedora

O empreendedorismo feminino está crescendo! Uma pesquisa feita pelo SEBRAE apontou que 48% de MEIs (Microempreendedores individuais) são mulheres. 55,4% delas trabalham em casa e seus principais nichos de atuação são beleza, moda e alimentação. Outro estudo, feito pela Global Entrepreneurship Monitor (GEM), mostra que o Brasil já está entre os 7 países do mundo que mais contam com mulheres empreendedoras.

Por mais que os números sejam animadores, ainda é preciso estimular o empreendedorismo feminino, principalmente nas áreas ligadas à ciência e tecnologia. Afinal, ele oferece ótimas oportunidades de crescimento e independência para as mulheres. 

Neste post, listamos algumas razões para você apoiar uma mulher empreendedora agora mesmo. Vem conferir!

Três principais aprendizados de hoje

  1. Hoje, mais de 24 milhões de mulheres são empreendedoras no Brasil. A tendência é que esse número só cresça, mas, para isso, é importante estimular iniciativas que apoiem o empreendedorismo feminino. No nosso artigo, vamos listar algumas razões para apoiar uma mulher empreendedora. 
  2. As donas de negócio podem garantir o sustento de várias famílias. Afinal, mulheres costumam empregar outras que também são responsáveis pela maior parte das contas da casa. Assim, estimular a independência dessas mulheres é incentivar o crescimento da economia.
  3. A RME é uma organização com o objetivo de dar visibilidade às mulheres empreendedoras. A empresa divulga vários eventos que acontecem pelo Brasil. Ao longo do post, vamos mostrar alguns deles!

Razões para apoiar o empreendedorismo feminino

Hoje, mais de 24 milhões de mulheres são donas de um negócio no Brasil, mas ainda há muito que ser feito para que elas sejam valorizadas como merecem nesse universo empreendedor. 

A gente sabe que o empreendedorismo envolve uma série de desafios e uma boa capacidade de lidar com obstáculos e frustrações. Somado a isso, muitas mulheres se dividem entre o trabalho e a casa, o que aumenta ainda mais as dificuldades. 

Por isso, acreditamos que apoiar o empreendedorismo feminino é importante para valorizar o potencial das empreendedoras. Agora, vamos ver mais algumas razões para você apoiar essa causa!

  1. Crescimento do empreendedorismo feminino 

O Sebrae mostrou que, no último ano, o empreendedorismo feminino já cresceu 19%. Já o masculino teve um aumento de apenas 3%. A tendência é que as mulheres cresçam ainda mais nesse mercado e as perspectivas são positivas! Vamos ver mais alguns dados sobre o assunto.

  1. Jornada dupla de trabalho

Você conhece a RME? Ela é a primeira e maior rede de apoio ao empreendedorismo feminino do Brasil! A empresa prioriza a integração, capacitação e troca de conhecimento entre mulheres que possuem ou buscam o próprio negócio com o propósito: dar visibilidade a referências femininas no mundo dos empreendedores e estimular a diversidade. 

A RME fez uma pesquisa com 1930 mulheres e descobriu que o maior desafio enfrentado pelas empreendedoras é equilibrar o tempo entre o trabalho e a família. O perfil das entrevistadas é de casadas (59%) e mães (52%). 

O estudo também mostrou que, em comparação com os homens, elas investem 24% mais tempo com a família. Por isso também que a maioria opta por trabalhar de casa. Isso significa que, por se dividirem entre o empreendedorismo e o trabalho doméstico, as mulheres empreendedoras acabam tendo uma rotina mais exaustiva. 

  1. Sustento das famílias

Ainda de acordo com a pesquisa da RME, em muitos casos, o trabalho das empreendedoras é o sustento de várias famílias. Não só das suas próprias, mas das famílias das suas funcionárias. Afinal, mulheres costumam empregar outras para fortalecer a rede de apoio. Assim, geram oportunidades para outras mulheres crescerem, se destacaram e sustentarem suas famílias.

  1. Independência

Apoiar o empreendedorismo feminino é importante para melhorar a empregabilidade e os rendimentos das mulheres para que elas ganhem independência e protagonismo. De acordo com a RME, para 38% das mulheres, a principal renda familiar vem do próprio negócio.

Com isso, as empreendedoras ganham uma posição de destaque dentro de casa e se tornam cada vez mais independentes financeiramente. 

  1. Ótimos resultados

Por mais difícil que seja a vida da mulher empreendedora, elas são capazes de atingir ótimos resultados! A OIT (Organização Internacional do Trabalho) mostrou que mulheres que ocupam cargos de liderança costumam ter uma performance melhor e aumentar os lucros das empresas. O destaque também vai para a habilidade que elas têm de atrair e reter talentos e os ótimos desempenhos em criatividade e inovação. 

  1. Alta capacitação

A pesquisa da RME indicou que as mulheres investem mais em capacitação do que os homens. 69% das entrevistadas tinham graduação ou pós em relação a 44% dos homens. Essa realidade as deixa bem preparadas para enfrentar os desafios de um negócio.

Por outro lado, mesmo com mais capacitação, as empreendedoras ainda ganham menos do que os homens empreendedores. Em média, elas ganham 22% menos do que eles, segundo o IBGE.

Eventos pelo Brasil

Como vimos, a RME tem uma iniciativa muito bacana de apoiar o empreendedorismo feminino no Brasil. Pensando nisso, a organização sempre divulga eventos pelo país que tenham o objetivo de empoderar mulheres.

Além disso, a RME realiza vários projetos customizados com a Google, Uber, Brasken e Sanofi para promover  capacitação, mentorias, conexão de mulheres empreendedoras e empresas. Veja alguns cases aqui.  

Empreendedorismo feminino: impactos positivos!

A liderança feminina já mostrou que tem impactos muito positivos para os negócios e a economia, estimulando a diversidade e a inovação. Isso é importante não apenas do ponto de vista social, mas individual, já que mulheres independentes têm mais chances de quebrarem ciclos de violência e construírem uma história de sucesso.

Apoiar uma mulher empreendedora significa apoiar uma transformação profissional e pessoal que pode fazer toda a diferença para a economia. 

O que você achou do nosso conteúdo? Se você gostou deste post, pode se interessar por este também: 6 dicas para organizar as contas da sua empresa.

Obrigada pelo papo e conte com a gente!

Veja também

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *