Você está repensando o seu modelo de negócio durante a crise do Coronavírus? No nosso Instagram, conversamos com a Ana Fontes, fundadora da Rede Mulher Empreendedora, maior plataforma de apoio às mulheres empreendedoras no país.

Durante o encontro, Ana ressaltou a importância dos pequenos para o funcionamento da economia brasileira e a geração de empregos. Ela também mostrou como os empreendedores podem se reinventar para superarem o momento difícil pelo qual estamos passando. Ao longo do post, reunimos as principais dicas dessa live. Vem ler!

TRÊS PRINCIPAIS APRENDIZADOS DE HOJE:

1.

Para manter a sustentabilidade operacional do seu negócio, é importante rever o seu planejamento financeiro e cortar despesas desnecessárias ou que não são urgentes agora. Como a maioria dos pequenos funciona com um fluxo de caixa suficiente para apenas 30 dias, os cortes dão um novo fôlego para o negócio se manter por mais tempo.

2.

Ao longo da live, Ana reforçou a importância dos pequenos buscarem alternativas para inovar e remodelar o momento de negócio com o objetivo de superar a crise. Para isso, saber o que os clientes estão buscando neste momento e atender as necessidades do mercado é fundamental. Então, você deve olhar para o seu negócio e tentar identificar, dentro dos recursos e da experiência que você tem, como pode resolver os novos problemas que se apresentam hoje para os consumidores.

3.

Com a crise econômica atual, os governos estão liberando alguns auxílios emergenciais para ajudar os micro e pequenos, como a isenção do pagamento do MEI e de alguns impostos. O empreendedor deve aproveitar esse benefício para economizar o quanto for possível. Além disso, existem iniciativas civis ou privadas que também têm o objetivo de proteger as pequenas empresas durante a crise. Ao longo do post, falamos sobre o Estímulo 2020 e sobre os Anjos do Brasil.

TRÊS PRINCIPAIS APRENDIZADOS DE HOJE:

1.

Para manter a sustentabilidade operacional do seu negócio, é importante rever o seu planejamento financeiro e cortar despesas desnecessárias ou que não são urgentes agora. Como a maioria dos pequenos funciona com um fluxo de caixa suficiente para apenas 30 dias, os cortes dão um novo fôlego para o negócio se manter por mais tempo.

2.

Ao longo da live, Ana reforçou a importância dos pequenos buscarem alternativas para inovar e remodelar o momento de negócio com o objetivo de superar a crise. Para isso, saber o que os clientes estão buscando neste momento e atender as necessidades do mercado é fundamental. Então, você deve olhar para o seu negócio e tentar identificar, dentro dos recursos e da experiência que você tem, como pode resolver os novos problemas que se apresentam hoje para os consumidores.

3.

Com a crise econômica atual, os governos estão liberando alguns auxílios emergenciais para ajudar os micro e pequenos, como a isenção do pagamento do MEI e de alguns impostos. O empreendedor deve aproveitar esse benefício para economizar o quanto for possível. Além disso, existem iniciativas civis ou privadas que também têm o objetivo de proteger as pequenas empresas durante a crise. Ao longo do post, falamos sobre o Estímulo 2020 e sobre os Anjos do Brasil.

1. corte de despesas

O primeiro ponto destacado pela Ana para proteger o seu negócio é cortar despesas. Segundo ela, aproximadamente 80% dos pequenos giram com caixa suficiente para 30 dias. Como o isolamento já superou esse tempo e muitas empresas não têm uma reserva de emergência, é necessário cortar aquilo que não é urgente ou renegociar algumas despesas. Neste artigo, te mostramos quais gastos podem ser repensados e como você pode fazer cortes com inteligência e planejamento: Negócios em quarentena: Pequenos cortes que fazem a diferença.

Ainda pensando em garantir a sustentabilidade do seu negócio, Ana reforça o papel que os vouchers antecipados podem ter para as empresas. Se você vende algum tipo de serviço, entre em contato com seus clientes para oferecer cupons que eles podem adquirir agora e usar quando o seu negócio reabrir.

2. presença em marketplaces

Uma das dicas da Ana é buscar todos os Marketplaces possíveis para incluir os seus produtos. Isso dá maior visibilidade para o seu negócio e atrai públicos de diferentes lugares.

Nem sempre os pequenos têm muitos recursos para investir em divulgação e Marketing. Por isso, marcar presença em diversos Marketplaces é uma ótima forma de ter uma vitrine online para aumentar suas vendas durante a quarentena.

3. inovação no modelo de negócio

Repensar o seu modelo de negócio é o elemento mais importante para superar a crise atual. Mas a gente sabe que isso nem sempre é fácil.

A dica da Ana para os empreendedores que querem inovar neste momento é pensar: o que, dentro do seu ramo de negócio, com a sua experiência de mercado e com os recursos disponíveis, você pode criar que atenda uma necessidade do mercado hoje?

Para responder a essa pergunta, você precisa entender o que o cliente está buscando durante este momento. Ao longo da live, Ana deu alguns exemplos, como serviço de delivery para restaurantes e a produção de máscaras e aventais para quem trabalha no setor de moda têxtil.

Além disso, com o isolamento, as pessoas estão buscando alternativas para se entreterem, principalmente quem tem filhos. Recreadores virtuais, por exemplo, estão em alta e oferecem um serviço bastante procurado por mães e pais que precisam trabalhar e cuidar das crianças.

Estão nascendo novas oportunidades de negócio para os pequenos se reinventarem nesse momento. Mas, para fazer isso, é preciso entender melhor o que as pessoas buscam.

4. compre do pequeno

Com o isolamento, o comportamento do consumidor mudou. Como muitas empresas adotaram o home-office enquanto modelo de trabalho, as pessoas diminuiram o consumo de roupas, por exemplo.

Ao mesmo tempo, aumentou o consumo de itens de proteção individual, como máscaras, e de higiene, como álcool gel. Ana apontou que tênis para exercícios dentro de casa e embalagens para marmitex também são mercadorias que estão sendo procurados pelos consumidores nesta quarenta.

O desafio do pequeno agora é entender se aquilo que está vendendo é o que as pessoas querem e precisam comprar. Por isso, faça uma avaliação do seu negócio para identificar esse aspecto e adaptar as suas operações. Pense em quais os novos problemas que surgiram para as pessoas e, dentro das suas habilidades, busque uma forma de resolver esses problemas para os clientes.

Para entender melhor sobre as necessidades dos consumidores, as lacunas do mercado e as novas oportunidades que se apresentam agora, é preciso buscar informações.

5. informações que valem ouro

Como vimos, entender o que está sendo mais consumido hoje é fundamental para o empreendedor direcionar o negócio. Além de conversar com seus clientes para entender o que eles buscam, você precisa se manter atualizado e se informar sobre o mercado.

Durante a quarentena, muitas empresas estão disponibilizando cursos online e há muito conteúdo rico sendo compartilhado por grandes influenciadores digitais. Além disso, também é importante se educar financeiramente para tomar decisões mais assertivas e inteligentes sem comprometer o seu caixa.

A pandemia também acelerou a transformação digital. Se você ainda é um iniciante nessa área, vale buscar qualificação sobre o assunto. Afinal, a tendência é que o online se fortaleça nos próximos meses e anos, como já está acontecendo.

Outro ponto destacado pela Ana é buscar soluções em países que já estão em um estágio na frente em relação à pandemia, principalmente para os setores mais prejudicados pelo isolamento, como turismo e eventos corporativos.

Estes ramos ainda não apresentam soluções claras em nenhum lugar do mundo, afinal, as aglomerações ainda não foram liberadas. De qualquer forma, vale buscar informação sobre o que está sendo feito nesses lugares e conversar com outros donos de negócio para criar saídas.

6. atendimento à distância

Com o trabalho remoto, o formato de atendimento online se expandiu, mas as pessoas ainda estão aprendendo a lidar com a distância. Ana deu algumas orientações para as empresas que estão prestando esse tipo de serviço e querem preparar os colaboradores para isso.

Os empreendedores podem criar um roteiro para os colaboradores incluindo quais pontos devem ser observados durante o atendimento, como o tom de voz e a forma de iniciar uma conversa com o cliente. Além disso, os líderes devem orientar seus funcionários a criarem um ambiente funcional de trabalho dentro de casa e a tratarem os clientes com simpatia e delicadeza.

Além disso, como estamos falando de atendimento à distância, o domínio da tecnologia é essencial para o processo funcionar. Treine seu time com as ferramentas disponíveis para reuniões online, como o Zoom.

7. auxílio financiero

Diante da crise econômico que veio com a pandemia, o governo federal disponibilizou algumas medidas para auxiliar os micro e pequenos. Uma delas é o auxílio emergencial por 3 meses para quem é MEI. Optantes do Simples também têm benefícios, como a isenção de impostos.

Ana aconselha os pequenos a adotarem essas atitudes para protegerem os negócios e manterem seus colaboradores. Neste artigo, você encontra outras medidas para tomar as melhores decisões em relação ao seu time: O que fazer com a sua equipe durante a crise do Coronavírus.

Além dos auxílios governamentais, existem algumas iniciativas civis ou privadas para manter a sustentabilidade operacional dos pequenos. Uma delas é o Estímulo 2020, que oferece apoio às empresas por meio de crédito e cursos online. Veja outros movimentos com o objetivo de proteger os pequenos aqui.

Para aqueles que têm recursos disponíveis, encontraram uma boa oportunidade de negócio e querem usar o momento para investir, Ana indica os Anjos do Brasil, que facilitam o encontro entre empreendedores brasileiros e investidores anjo.

 para onde estamos caminhando?

Para Ana, a cooperação e a confiança são valores que ganharam força com o momento atual e devem se manter no futuro. Por isso, buscar e oferecer colaboração com outros empreendedores e instituições vai ser fundamental para passar pela crise e criar soluções inovadoras e socialmente conscientes.

No nosso blog, temos um artigo que te ajuda a transformar parcerias em novas oportunidades e crescer o seu negócio de maneira sustentável. Leia aqui: Transforme parceiras em novas oportunidades.

Obrigada pelo papo e conte com a gente!